Rio da Prata voltará ao normal e Aquário do Pantanal terá obras retomadas em 2019

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Bruno Wendling, diretor-presidente da Fundação de Turismo do Mato Grosso do Sul, é um dos finalistas do Prêmio Nacional do Turismo deste ano, na categoria Governo. Ao #CaféComBlink, ele explicou porque foi selecionado para a parte final da disputa e destacou a realização e implantação da Lei Estadual de Turismo; a criação do Conselho Estadual de Turismo; a implementação do primeiro Observatório de Turismo do Mato Grosso do Sul e do site de turismo VisitMs.

A votação para o vencedor do Prêmio Nacional do Turismo acontece pela internet e é aberta ao público.

Também foram temas da entrevista com Bruno Wendling:

O “LAMAÇAL” NO RIO DA PRATA

Bruno explicou que o Imasul está cuidando diretamente do assunto e que duas propriedades de plantação de soja já foram notificadas pelo órgão. Estas propriedades não realizaram corretamente suas curvas de níveis e as fortes chuvas que caíram na região acabaram “arrastando a produção e a plantação” para o Rio de Prata.

O diretor da Fundação de Turismo diz que o risco de assoreamento do rio é pouco provável e que medidas já estão sendo tomadas para que tudo volte ao normal.

A área do Rio da Prata foi sobrevoada pelo Imasul e também será georreferenciada, para a identificação de outras propriedades que não estejam trabalhando adequadamente em suas plantações. Também está nos planos do governo do estado a verificação de estradas vizinhas ao rio, para que o fluxo e a vazão de água de chuvas nessas estradas também seja melhorado.

Ainda sobre o assunto, Bruno destacou a necessidade de maior conscientização “dos proprietários e da população como um todo”.

A FINALIZAÇÃO E INAUGURAÇÃO DO AQUÁRIO DO PANTANAL

Bruno Wendling lembra que o governador reeleito Reinaldo Azambuja se comprometeu com terminar o Aquário do Pantanal e acredita que o imbróglio que estava impedindo o governo de contratar empresa para a finalização das obras já não existe mais. “A expectativa é de que a obra seja retomada em 2019”, confirma.

Ouça:

 

 

 

Compartilhar.

Deixe uma resposta